BEDA #12: suas definições de conta estão desatualizadas

Às vezes eu acho que estou velha porque eu vejo as pessoas falando coisas que eu levo meses pra entender e quando eu finalmente "pego" a coisa ninguém mais lembra daquilo. Ou eu só não estou no Twitter, vai saber.
Tenho horror à palavra "surra" e gostaria de saber quem que trouxe essa palavra pro ~dicionário pop~ atual? Toda vez que vejo "surra de likes" ou algo do tipo eu morro um pouco. E "lacrou" gente?! Eu até tentei falar uma ou duas vezes pra me sentir enturmada mas não deu. Um bom substituto para "lacrou" é "arrasou", repassem. Ainda sobre o dicionário pop atual, também gostaria de saber de onde veio o "se juntas já causa, imagina juntas". Da onde vem essas coisas? O que elas comem? Por que viram moda? Hoje no Globo Repórter (viu? Eu ainda não superei os memes de 2015).
Outros ícones da ~cultura pop~ que me passaram despercebido:
- Taylor Swift: não consigo citar nenhuma música dela de cabeça, sei que conheço várias mas dou tão pouca importância que não registrei.
- Miley Cyrus: mesma coisa que a Taylor Swift exceto que I CAME IN LIKE A WRECKING BALLL
- Pabblo Vittar: não tenho a menor ideia de quem se trata, se passar por mim na rua não vou reconhecer, não sei como ficou famoso e porque só falam dele hoje. Só sei que é cantor.
- Karol Conká: sei que é mulherão da porra, sei que é feminista, sei que devia estar ouvindo mas nunca nunquinha ouvi.
Além de desinformada, também sou aquela sua tia-avó obsoleta que te pediu ajuda pra mexer no "zap zap":
Eu não tenho Spotify, nunca chamei um Uber ou um Cabify, nada meu está numa nuvem e se eu perder o celular eu perco tudo, não consigo interligar coisas pelo ar (tipo caixinha de som com celular via bluetooth), nunca fiz check-in, nunca tirei uma selfie, eletrônicos da Apple me deixam confusa,  ainda acho meio emocionante o app do isqueiro. Porra, eu ainda acho emocionante o fax. Apps no meu celular: instagram, whatsapp. Esses dias interliguei o facebook e o instagram sem querer e paniquei. Pânico de pensar nisso, que todas essas bobagens estão interligadas, tudo que a gente faz numa coisa vai pra outra, a gente meio que não tem escolha e não pode separar nada nunca - tudo o que você fizer vai ser dissecado, avaliado e observado por todos.

Comentários

  1. Ai meu Deus! hahaha Eu trabalho com redes sociais então fico conectada 24/7 pra não perder nada. Mas sinto que as coisas tão indo meio rápido demais (e também acho que deviam parar de falar "surra" das coisas)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meio rápido demais? EU TO INDO AS COISAS TÃO VOLTANDO

      Excluir
  2. MULIER! sério? Uber? Cabify?

    eu tô bem chocada! eu entendo perfeitamente a falta de conhecimento de ~ícones pop, nunca nunca nunca entenderei a febre Taylor Swift, por puro e simples PREGUIÇA desconhecimento mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NUNQUINHA PEGUEI SE ME DER UM CELULAR PRA CHAMAR NÃO SABERIA
      (já andei óbvio de carona com ~migos~ que chamaram mas eu não tenho não me adaptei sou velha chamo táxi na rua carrie bradshaw)

      Excluir
  3. Só digo que: NÃO TÁ PERDENDO NADA. Cantores beeeem marromêno, uns com musiquinhas enlatadas, outros aproveitando a onda "xmpxdxrxdx" pra galgar alguns degraus de fama mas zero notícia sobre ajudar a causa que os sustenta. Cyrus inspirou a Katy Perry pro novo visual que lançou aquela música horrorosa do "Bon Appétit"... enfim, nada como a nossa boa e velha playlist que ainda guarda música boa de 2007 :)

    ResponderExcluir
  4. aaaaaaaaaaaaa!!!! Eu tô na mesma situação, ponto a ponto, com a exceção do "se juntas já causa, imagina juntas" que eu acho muito engraçado - só que eu não sei usar, me bato nos memes, daí nem tento.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

infelizmente o blogger não tem uma plataforma muito boa de comentários, então se alguém tiver algum interesse em ver minha resposta tem que voltar aqui no post. Procuro responder todos!
Obrigada pelo feedback!!