Postagens

BEDA #21: receita de pesto rosso

Fazem 84 anos que eu não posto uma receita aqui no blog, muito porque toda vez que eu quero postar uma receita aqui eu me sinto culpada por não estar postando uma receita lá. Pretendo voltar a postar no Viva o Bacon uma hora dessas e também voltar com a dieta, eu juro.
Então essa é uma receita de pesto rosso, ou pesto de tomate seco.
Você vai precisar de: manjericão, tomate seco, alho e castanhas do pará (ou qualquer outra oleaginosa). A medida é meio de olho - um punhadão de manjericão, mais ou menos o equivalente em tomate seco, mais ou menos metade em alho e metade da metade em castanhas.
O único "trabalho" aqui é desfolhar o manjericão e tirar a casca dos alhos. Depois bata no processador todos os ingredientes junto com um bom fio de um bom azeite de oliva.
Tradicionalmente vai queijo no pesto mas eu não coloquei porque prefiro colocar por cima da massa depois.
Ele vai virar uma pastinha deliciosa que pode ser usada pra o que tu quiser. Fica boa com massas, saladas, pães. tempero de carnes, whatever.
Eu usei o meu pesto para fazer um macarrão e ficou maravilhoso - é só cozinhar o macarrão até ficar al dente e misturar com o pesto. Finalizei com queijo, folhas de manjericão e bastante azeite.

BEDA #20: oficialmente sem fotos e ideias para post

Mais uma pra coleção de meias subversivas, essa também encomendei da China. Ando obcecada por meias engraçadinhas e quero todas que vejo.
E esse set de stationery comprei na Daiso Japan em São Paulo de ursos polares foi talvez a coisa mais fofa que trouxe da viagem.
Oficialmente tenho zero fotos e zero ideias para posts e ainda faltam 10 dias para acabar agosto :~ me ajudem?

BEDA #19: o que teve 2018

Eu sinto falta de verdade dos posts de final de mês, que chamava "o que teve". Não sei porque não fiz esse ano, acho que previ que não ia ter muito tempo pro blog :~ Adoro esses posts porque as fotos do stories não se perdem. Então separei as minhas favoritas desse ano pra falar um pouco sobre.
O Pipezinho é a estrela-mor do meu instagram e essas são duas fotinhos que gosto muito dele. A primeira é porque simboliza muito nossa relação - as manhãs são os momentos que eu e ele mais interagimos e ficamos sempre juntinhos entre um café e outro. E a outra é ele e minha irmã num raro momento de amor - o Pipe é obcecado por mim e pela minha mãe e não dá muita bola pra minha irmã, o que deixa ela bem triste às vezes hahaha.
Amei essa foto dos gatos do vizinho pegando um solzinho na janela, assim como amei essa foto de bergamotas com café. As duas simbolizam muito o inverno pra mim, que é uma estação que amo muito, mas esse ano está um saco - aqui em Porto Alegre só chove o tempo todo e quase não deu frio.
Teve esse dia em SP que eu e minha mãe passeamos na Oscar Freire enquanto tomávamos smoothies deliciosos. E teve também o dia que sai pra passear com minha priminha e o Pipe e vi essa Garagem do Livro que fica perto da minha casa mas eu nunca fui.-
Teve o dia que minha mãe fez lulas fritas e um dia mais distante lá no início do ano na Espanha, onde fizemos uma roadtrip muito legal. Tirei essa foto no carro quando paramos em um posto pra comprar algo pra comer e enfrentar 6 horas de viagem pela frente. O livro que estou lendo na foto ainda não terminei, o que significa que li DOIS LIVROS esse ano e quero chorar :~

BEDA #18: o que já tenho

Desde que comecei a pensar em me mudar e a economizar pra isso, meu foco sempre foi em coisas que preciso comprar pra cozinha. Eu sou cozinheira profissional, afinal, e queria ter uma cozinha completa desde o início. Ter uma casa está sendo um grande exercício de "let it go", a gente quer as coisas de um jeito mas 90% das vezes vai ter que encontrar outra solução hahaha. 
Por exemplo, poderia ter só panelas da Le Creuset e eletrodomésticos da Kitchenaid, mas não vai estar sendo possível no momento.
Comprei pratos brancos neutros pensando que com o tempo posso comprar alguns mais bonitinhos e fazer par com esses ,sabe? Eu gostei desse jogo porque o prato de sopa é tipo uma cumbuquinha :) No jogo vieram 6 peças de cada, o que me pareceu pouco, vindo de uma casa que tem pratos e espaço suficientes para talvez 120 pessoas ficarem perfeitamente acomodadas. 
Minha mãe é a melhor mãe do mundo e saiu abrindo gavetas da casa e pegando coisas pra me dar. Ela me deu essas formas lindinhas, uma de bolo e uma de mousse de salmão. Eu não tenho nenhum plano de fazer mousse de salmão, mas tenho vários planos de ter muitas coisas penduradas na cozinha. Esse peixe vai ficar fabuloso na parede <3
Ela também me deu um monte de coisas fofinhas, tipo essas espátulas e formas de porcelana - coisas que não ia comprar tão cedo mas que é super bom ter.
Mas a minha coisa favorita que ela me deu foi essa panelinha que ela comprou num antiquário e veio com uma inscrição dizendo que foi o prêmio de melhor net em duplas mistas no segundo dia do torneio da ABFGS de 2001 <3 não tinha a menor ideia do que se tratava, mas pesquisando agora descobri que ABFGS é a Associação Feminina de Golfe Sênior e já amo mais.
E esse é o jogo de panelas que comprei. Não amo a cor mas também não odeio e estava em promoção.
O amarelo não vai mesmo me incomodar
Enquanto ainda moro na casa da minha mãe o meu quarto virou um depósito de coisas para o futuro lar. Um pequeno caos do qual fico um misto de empolgada x apavorada toda vez que olho :)

BEDA #17: expecativa x realidade da casinha

Inaugurando oficialmente a sessão CASINHA aqui no blog.
Como todas as mudanças que fiz no meu quarto, provavelmente vou postar todo o andamento do meu apêzinho casa própria (aluguel próprio na verdade). Eu sou dessas que não tem verba pra pagar quem faça quer fazer tudo sozinha, então vai ter muito "projetinho", pintura mal feita e coisas dando mais errado do que certo. Amo a ideia de ter uma casa todinha DIY, com coisas fofas pra olhar e se orgulhar de si mesmo. Mas quem tem disposição de carvar um cactus com uma agulha de tricô numa borracha e carimbar uma almofada 197 vezes e ainda por cima medido e ebony ivory vivendo em perfeita harmonia? E no fim ficar horrível? Eu que não.
Então decidi ser pé no chão e esse post vai ser separado em COISAS QUE EU GOSTARIA DE FAZER MAS NÃO VOU x COISAS QUE TALVEZ EU FAÇA e eu não posso garantir que efetivamente vou fazer alguma dessas coisas. Basicamente um post sobre incertezas. Eu culpo o Pinterest.
Eu queria muito fazer um banco de pom pom, acho a coisa mais linda do mundo, mas depois de ver esse tutorial percebi que passariam 84 anos e eu ia ter conseguido fazer seis pompons. Sem contar que o banco já existe e é daqueles altos clássicos de cozinha (coloquei uma foto ilustrativa ali no meio), não é um bancão de pneu como o da foto, acho que ficaria estranho essa banqueta com uns pomponzões, e se não é pra ter pomponzão pra que fazer, não é mesmo? Daí encontrei esse tutorial de banco feito a partir de um blusão e achei bem mais viável.
Acho lindíssimo quadros com flores secas e queria muito fazer eu mesma um incrível tipo os dessa artista. Quem eu quero enganar que vou conseguir secar duzentos tipos de florzinhas e culminar em algo tão harmônico e ebony ivory perfeitamente disposto como esse? Sabe o que é mais minha cara? Arrancar um galho de uma árvore na rua e fechar o expediente ali mesmo. Tipo esse da foto, que também dá um efeito bem legal, convenhamos.
Que mais vocês querem ver sobre a casa nova? Eu por enquanto tenho as seguintes ideias para títulos de post:
Móveis que nunca vou ter
Eletrodomésticos que nunca vou ter
Kitchenaid me liga amiga vamos conversar