lista de pequenas listas portuguesas

18 de janeiro de 2017
Então vim aqui listar coisas sobre Portugal, só porque voltei pra casa e já estou com saudades.
Pequena lista de coisas que ainda são algo em Portugal:
- Pau de selfie: apesar de ainda não ter aceitado a existência dessa geringonça e saber que muita gente usa por aqui, em Portugal tem quase tanto pau de selfie quando pastel de nata.
- Falar ao telefone: pessoalmente acho de bom tom ligar apenas quando estiver pegando fogo, mas lá o pessoal adora falar no telefone e fala-se muito mais que aqui. É muito mais comum ver gente falando com o celular no ouvido do que mandando whatsapp/sms.
- Pokemon Go. Sim, você ainda vê várias pessoas na rua caçando Pokemons. Depois um amigo me disse que teve uma atualização do jogo e que provavelmente era por isso, mas de qualquer jeito achei surpreendente.
- Hamburguerias: aqui a febre dos hamburgers gourmet já passou, lá encontra um por esquina.
Pequena lista de músicas que conheci em Portugal:
Eu tô completamente obcecada por essa música que eu ouvi um músico de rua adorável cantando em Porto na rua mais adorável de Porto no momento mais adorável do mundo. Aquele tipo de cena que não dá pra descrever, virar uma esquina e dar de cara com um momento lindo e ficar meio embasbacado com o quanto a vida pode ser feliz, sabe? Prestem atenção na letra, fala sobre nascimento e é adorável. Claramente estava num momento sentimental achando tudo adorável.
Também estou obcecada por música portuguesa e vi essa gata cantando num bar de fado ao vivo e aparentemente gosto de fado.
Pelo amor de Deus, prestenção na letra dessa música, que em algum momento diz:
"Prefiro ser sempre triste
Para não morrer de alegria"
Como não amar?
Aparentemente virei portuguesa depois de tanto tempo em Portugal, não é mesmo?
Pequena lista de vocabulário português:
Em Portugal é muito comum você pedir comidas com GRELOS. Grelo é tipo couve ou espinafre.
Na mesma senda (OLHA AÍ O VOCABULÁRIO JURÍDICO, EU JURO QUE TENHO UM DIPLOMA DE DIREITO GEMTY), existe um prato de bacalhau que se chama PUNHETA. Plmdss, por que eu rio dessas coisas?
Lugar é sítio, legal é fiche e boy é gajo. Nada demais, apenas palavras muito ouvidas que confundem inicialmente.
Outra coisa que amei é que o nosso "rolê", pra eles é "cena" (foi a única palavra que eu consegui para equivaler). Então se tu vai falar de alguma coisa, qualquer coisa, por exemplo, preciso tirar uns documentos e tem uma burocracia chata, tem uma cena chata de burocracia. Ou "Saca a cena do bairro tal?" significa só "Você já conhece o bairro tal?". Achei lindo e estou tentando adicionar no meu vocabulário.
Chamar mulheres de menina é levemente equivalente a chamar de senhora, é um jeito respeitoso de chamar as mulheres. Por exemplo, a mulher do caixa do supermercado me perguntou "A menina vai querer sacola?". Aliás, isso também é comum, tratar a pessoa que está na sua frente como terceira pessoa.
Coisas que me aconteceram nos meus primeiros 25 minutos em Portugal:
- o meu voo era daqueles que tem que pegar um ônibus para chegar no terminal. O avião pousou e, de alguma maneira, um cachorro conseguiu fugir do compartimento de cargas e saiu correndo alucinado pela pista de voo. Os donos estavam no ônibus comigo e tiveram que sair correndo atrás dele. Foi fabuloso e, se eu não tivesse que agir como um ser humano normal, super teria corrido alucinada que nem aquele cachorro depois de 11 horas dentro de um avião turbulento.
- o avião chegou muito em cima da hora para pegar a escala para o meu próximo voo e muitas pessoas, incluindo eu, não conseguiram entrar. Uma desorganização absurda, todo mundo fazendo barraco, incluindo eu, pois nada que eu ame mais do que barraco, e uma funcionária da companhia aérea se demitiu na minha frente da forma mais maravilhosa que eu consigo imaginar: jogou a planilha que estava segurando no chão e e disse JÁ NÃO ME IMPORTA MAIS (leia em sotaque português), virou as costas e saiu andando sem olhar pra trás. Quase bati palmas.
Pequena lista de confusões culturais:
- Ter que comprar sacolas no supermercado. Demora algum tempo pra você perceber que cada pequena compra você gastou 1 real a mais para comprar uma sacola e depois de um tempo passa a levar sacolas na bolsa.
- Jogar o papel higiênico no vaso. É idiota mas dá um leve tilt cerebral mudar uma coisa que você está mega acostumado a fazer.
- Ir embora não é um evento. Outra coisa idiota, mas sempre que estou com amigos aqui é aquele drama do JÁ VAIII, COMO TU VAI IRRR, QUER QUE EU CHAME UM TÁXII, ESPERA PRA IRMOS JUNTOSSSS e parece que lá todo mundo entende que se você quer ir embora é porque você vai embora e não tem grandes dramas. Ligo isso à preocupação que temos da pessoa chegar sã e salva em casa, coisa que lá a probabilidade é tipo assim 99% de que tudo dê certo e aqui é tipo -1% não é mesmo? 

15 comentários:

  1. cada vez que cê fala sobre Portugal dá uma vontade imensa de ir pra lá! já amo a literatura portuguesa, por que não me aventurar, um dia, por suas ruas também?!

    GENTE, melhor forma de se demitir?! hahahaha dyva ♥ nem conheço, mas já respeitei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que tu ia amar! É um país com muita cultura, muita literatura, sério mesmo, acho tua cara <3 sem contar que é o país que tem a biblioteca E a livraria (Joanina e Lello) mais lindas do mundo! Se um dia for pra lá, tem que ir nas duas, sério <3

      Excluir
  2. Que post maravilhoso!
    Que vontade de ir pra Portugal (menos o fado, que me deprime de um jeito inexplicável)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo ficar deprimido, é que eu adoro um sofrimento artístico mesmo <3

      Excluir
    2. Nossa adorei escutar o fado hahahaha. Em coimbra escutei o Fado de Coimbra q é um estilo cantado apenas por homens achei o maximo! Mas é bem sofrencia mesmo. hahahahahaha

      Excluir
  3. Olá, como portuguesa achei o post muito engraçado! É, aqui fala-se demais ao telemóvel, eu pessoalmente detesto mas toda a gente aqui está constantemente pendurado no telemóvel, então a conduzir... Pensei que era eu a implicar mas afinal é tão evidente que reparaste nesse pormenor! Eheheh! Beijinhos **

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AI QUE COMENTÁRIO DEMAIS <3 Já deu saudade dos portugueses só pelo jeito que escreveste! Amo teu país, obrigada por comentar aqui!

      Excluir
  4. Gosto muito de conhecer esses pequenos detalhes culturais, coisa que a gente não lê em guia de de turismo! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. simmm eu também adoro saber as impressões que as pessoas tiveram dos lugares, não só OLHA QUE BONITO ISSO AQUI sabe? Vou tentar fazer mais posts como esse, podia passar uma vida falando sobre Portugal :)

      Excluir
  5. Pau de selfie é uma maravilha em viagens, mas não uso muito no dia a dia.
    Gostei dessa segunda música. E deve ser muito engraçado ouvir algumas palavras e pensar que estão falando algum palavrão.
    Muito bom esse post com algumas coisas que aconteceram em Portugal.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simmm até acho que foi por isso que vi tanto, porque tem muitos turistas né :)
      Muito legal a segunda música, né? Procura essa banda no youtube, eles tem mutias coisas legais!

      Excluir
  6. Fui ano passado pra Portugal e AMEI. Foi sem dúvida uma viagem incrivel. Em lisboa eu e meu namorado sempre tomavamos café no mesmo lugar e para economizar comiamos no balcão junto com os portugueses mesmo, era mara ficar ouvindo eles conversando, ouvindo o sotaque e como as vezes eles brigam mas ta td bem sabe? ahahaha Adoraria morar em Lisboa foi a cidade portuguesa que mais amei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM! Podia ter falado sobre isso também, de eles brigarem mas tá tudo bem. Eu fiquei magoada com uma pessoa que me tratou mal e ela me pediu desculpas e disse que lá é assim HAHAHAHA que não é pra se magoar não, que o povo é mais incisivo mesmo e que eu devia tentar HAHAHAHA eu amei <3
      Também adoraria morar em Lisboa. É a única cidade que me vejo morando além da minha :)

      Excluir
  7. Obrigada por essa música Be born, encantada por ela! Nunca tinha ouvido fado, não sei se quase me fez chorar por ser tão deprimente ou tão bonito hahaha E eu adoro essas diferencinhas no vocabulário, se a gente repara bastante de um lugar pra outro aqui no Brasil imagina aí, ia me divertir bastante! E peguei como modelo pra minha próxima demissão essa aí JÁ NÃO IMPORTA MAIS, adoreiiii auhsuahsuahsu beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu to obcecada por essa música <3 acho que o fado é um pouco dos dois hihihi bonito e deprimente.

      Excluir

infelizmente o blogger não tem uma plataforma muito boa de comentários, então se alguém tiver algum interesse em ver minha resposta tem que voltar aqui no post. Procuro responder todos!
Obrigada pelo feedback!!

Tecnologia do Blogger.
Back to Top