livros de 2016 #3

18 de maio de 2016
Esse ano comecei a fazer resenhas dos últimos livros que li à medida que vou lendo. Clique aqui para parte 1 e parte 2.
Me adiciona no skoob? :)
9. As Boas Mulheres da China - Xinran
Descrição: Entre 1989 e 1997, a jornalista Xinran entrevistou mulheres de diferentes idades e condições sociais, a fim de compreender a condição feminina na China moderna. Seu programa de rádio, 'Palavras na brisa noturna,' discutia questões sobre as quais poucos ousavam falar, como vida íntima, violência familiar, opressão e homossexualismo. Xinran colheu inúmeros relatos de mulheres em que predomina a memória da humilhação e do abandono - estupros, casamentos forçados, desilusões amorosas, miséria e preconceito. (fonte)
Livro bem triste e barra pesada sobre a vida das mulheres na China na época da revolução cultural, que aliás, completou 50 anos essa semana. São relatos de mulheres diferentes que viveram vidas diferentes, mas todas tem coisas em comum. Preciso dizer que foi bem angustiante ler esse livro, fiquei bem mexida com as histórias. Achei incrível como a autora consegue jogar relatos horríveis na nossa cara de forma sensível. Até pesquisei pra ter certeza que as histórias são verdadeiras e parece que são. Além de tudo, gostei de saber mais sobre a história da China, que achei bem contada e relativamente imparcial.
Difícil de engolir. Importante ler.

10. A Vida do Livreiro A.J. Fikry - Gabrielle Zevin
Descrição: Uma carta de amor para o mundo dos livros. “Livrarias atraem o tipo certo de gente”. É o que descobre A. J. Fikry, dono de uma pequena livraria em Alice Island. O slogan da sua loja é “Nenhum homem é uma ilha; Cada livro é um mundo”. Apesar disso, A. J. se sente sozinho, tudo em sua vida parece ter dado errado. Até que um pacote misterioso aparece na livraria. A entrega inesperada faz A. J. Fikry rever seus objetivos e se perguntar se é possível começar de novo. Aos poucos, A. J. reencontra a felicidade e sua livraria volta a alegrar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que lembra a todos por que adoramos ler e por que nos apaixonamos. (fonte)
Um livro pra quem gosta de ler. Paralelamente à história, muitos livros e contos são citados. Coisa mais linda :) A história é bem bonitinha embora tenha achado um pouco maluca demais. Acho que cada pessoa tem uma cota de coisas extraordinárias que acontecem com ela e o A. J. Firky ultrapassou essa cota. Senti a mesma coisa com O Pintassilgo. Acabou ficando ficcional demais e eu gosto de livros mais realistas. O que não é um problema, isso sou eu, e mesmo assim amei o livro.
O livro é mais curtinho do que o que estou acostumada a ler e eu gostei. Vou tentar ler mais coisas curtas de agora em diante.
A Vida do Livreiro A. J. Fikry me foi indicado aqui no blog pela Vera e gostaria de dizer que amo meus leitores que só me indicam coisas maravilhosas <3 mandem mais.

11. Reze Pelas Mulheres Roubadas - Jennifer Clement
Descrição: Contundente retrato do México atual, Reze pelas mulheres roubadas mostra a dura vida das mulheres na região de Guerrero, a mesma onde mais de 40 estudantes foram mortos em 2014. Narrativa ficcional escrita a partir de mais de 10 anos de pesquisas da autora, o livro acompanha a história da menina Ladydi, que aos 11 anos vê sua melhor amiga ser roubada para o harém de jovens escravas de um chefe do narcotráfico. É para evitar esse destino que as mulheres da região, e de outros recantos esquecidos pelos governos, deixam de frequentar a escola, cortam os cabelos ou até mesmo se mutilam, a fim de ficarem menos femininas e passarem despercebidas aos olhos da elite do tráfico. Escrito em tom de observação antropológica, sem qualquer julgamento moral sobre as atitudes dos personagens. (fonte)
Eu não sei porque raios entrei num vortex de livros problematizadores sobre machismo e a condição feminina em países pobres e agora não consigo sair disso, hahaha.
Esse livro, apesar de ficcional, tem embasamento na realidade. A história é absurda e tristíssima, fala sobre como uma região violentíssima do México foi dominada pelo tráfico e pelo crime a ponto de destruir a vida das famílias que moravam lá desde sempre. A pobreza e o medo permeiam todas as relações familiares. Pesadíssimo.
Esse livro também é curtinho, li em uma madrugada de insônia.

12. Para Poder Viver - Yeonmi Park
Descrição: Yeonmi Park não sonhava com a liberdade quando fugiu da Coreia do Norte. Ela nem sequer conhecia o significado dessa palavra. Tudo o que sabia era que fugir era a única maneira de sobreviver. Se ela e sua família ficassem na terra natal, todos morreriam - de fome, adoentados ou mesmo executados. Park cresceu achando normal que seus vizinhos desaparecessem de repente. Acostumou-se a ingerir plantas selvagens na falta de comida. Acreditava que o líder de seu país era capaz de ler seus pensamentos. Aos treze anos, quando a fome e a prisão do pai tornaram a vida impossível, Yeonmi deixou a Coreia da Norte. Era o começo de um périplo que a levaria pelo submundo chinês de traficantes e contrabandistas de pessoas, a uma travessia pela China através do deserto de Gobi até a Mongólia, à entrada na Coreia do Sul e, enfim, à liberdade. Neste livro, Yeonmi conta essa história impressionante pela primeira vez. Uma história repleta de coragem, dignidade - e até humor. (fonte)
Falei que tinha entrado num vortex?
A história da luta para sobreviver de uma norte-coreana "desertora" (é como eles chamam quem foge da Coreia do Norte). É divido em 3 partes: infância na Coreia do Norte, fuga na China (que tem uma política de devolver norte-coreanos fugitivos para o seu país de origem, o que faz com que sejam mortos ou presos em campos de trabalho forçado pro resto da vida) e liberdade na Coreia do Sul (que tem uma política de reintegrar norte-coreanos fugitivos em seu próprio país). Achei interessantíssima a parte sobre a Coreia do Norte, um país tão fechado que só podemos imaginar o que acontece lá dentro. É pra entender melhor como um país de 25 milhões de habitantes acredita tanto em um ditador (spoiler: não acredita).
Achei a história triste e incrível. A menina está sendo perseguida pela Coreia do Norte apenas por ter contado a verdade. Precisamos parar de fingir que o que acontece na Coreia do Norte não está acontecendo ou que está muito distante da nossa realidade. Precisamos olhar pra esse país.

12 comentários:

  1. Oi Cacá
    Da sua lista eu só li A Vida do Livreiro A.J. Fikry, também achei gostosinho de ler.
    Já sobre os livros problemáticos, como você consegue ler assim, seguidos? Eu nunca consigo ler livros "pesados" em sequência, fico tão esgotada... Sempre intercalo com uma historinha mais deboas.
    Se não me engano, tô com um ebook de As Boas Mulheres da China aqui, mas acabei de terminar O senhor das moscas, então preciso ler alguma historia bobinha hehe.
    bj bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, sabe que foi bem pesado ler tantos seguidos hahaha acho que vou ficar um tempo sem ler :(
      eu ainda não li o senhor das moscas, acredita? é bem curtinho né, mas to querendo ler só mulheres esse ano então vou deixar pro ano que vem :)

      Excluir
  2. Guria arrasou nas leituras. Quero ler esse primeiro, fiquei com vontade! :)

    Eu to numa crise que não sei o que ler, aceitei teu desafio de ler uma mulher, mas nada me chama atenção (nem homens).

    ResponderExcluir
  3. Ah Cacá, amei suas impressões do livro! Mesmo!
    E estou com 'Para Poder Viver' na lista de próximos, e sua resenha me fez adianta-lo!
    Updates: meu melhor livro de 2016 até agora 'Mentirosos'. Sei que você não gosta de livros muito curtinhos, mas ele é bem bom.. Sério!
    Beijos!♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. coloquei mentirosos na lista, gostei da premissa <3

      Excluir
  4. acho que esse 'a vida do livreiro a.j. fikry' está na minha lista no skoob.
    os outros livros parecem ser ótimos, fiquei na vontade. mas o negócio é que to com bloqueio enorme pra livro pesado. tô tentando ler uns livros mais leves pra mergulhar em um livro mais denso aqui.
    mas os títulos estão anotados.
    kissus no coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3 <3 me conta se ler algum?

      Excluir
  5. Gostei da descrição de "Reze Pelas Mulheres Roubadas"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. me conta o que achou se ler? <3

      Excluir
  6. Sou doida pra ler esse primeiro livro, tá aqui na fila há séculos!
    E esse último eu tava com preconceitosinho pela capa (achei ~teen~?), mas gostei o que você disse e vou colocar aqui na lista também.

    Tenho uma paixão bizarra pela China porque só conheci a parte boa (turistona no sul), quero ler mais e saber mais e voltar lá nas cidades pequenas, no lado B da coisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tb achei a capa ruim de para poder viver. não achei o livro particularmente bem escrito, a linguagem é bem simples, mas a história é boa :)
      nunca fui pra china, sonho <3

      Excluir

infelizmente o blogger não tem uma plataforma muito boa de comentários, então se alguém tiver algum interesse em ver minha resposta tem que voltar aqui no post. Procuro responder todos!
Obrigada pelo feedback!!

Tecnologia do Blogger.
Back to Top