Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

insira título aqui sqn

Trocamos a vitrolinha de lugar e ficou tão linda nesse móvel.
Eu amo brincar de discoteca, mas as miga tudo ficam entediada quando toca seguidamente o mesmo cantor/banda e nunca dá certo. Esses dias conectaram um celular na vitrolinha pra colocar playlist do spotify. Mas é que, mas é, mas, ma, m.... :~
Passei umas boas horas tentando tocar músicas do Justin Bieber no ukulele e ainda não sei se foi tempo perdido, tempo ganho ou tempo de sobra.
A cozinha ficou mais ou menos assim. Não peguei ela arrumadinha nenhum dia pra tirar foto, sempre que me pilho tá cheio de louça e bagunça. Pardon my french que tem umas bobagem escrita na parede.
Não consigo parar de desenhar Fridinhas <3 vou tentar fazer um passo a passo dessa que não terminei ainda escrevi esse post uns dias atrás e já terminei a aquarela e ficou ó... uma bosta.

amazon, sua linda

Comprei esses livros lindos na Amazon e achei que valia um post :)
Há mais de dois anos atrás vi essa versão de Little Women na livraria e penso nela desde então. Até postei no instagram porque fiquei apaixonada. Quando ganhei um vale-presente da Amazon (história toda tá ali embaixo) a primeira coisa que pensei foi nesse livro. Fiquei muito feliz quando encontrei :) 
Mulherzinhas foi um dos primeiros livros que li na vida. Lembro que demorei uma eternidade pra ler porque era uma linguagem diferente do que eu estava acostumada e que anotei muitas frases do livro na minha agenda.
A Princesinha também foi um dos primeiros livros que li, lembro de quando ganhei ele na Feira do Livro e de já ter começado a ler no carro na volta. O filme foi meu preferido da infância também. Eu queria o box todo dessa coleção, todos são muito lindos, mas como no box também tem Little Women (eu queria MUITO o de cima) e não conheço os outros livros optei por esse único.
Não resisti à esse caderno da Sonserina por motivos de: é a coisa mais linda do mundo. Ainda não sei uso como diário ou como caderno de poções ~wicca~.
Eu queria o stationary set inteiro mas não coube no orçamento. Foi bem difícil tirar ele do carrinho de compras mas tenho que aceitar que NUNCA ia usar metade das coisas que tem nele, hahaha.
Story time:
Eu amo a Amazon desde que comprei um Kindle. Demorei pra me apegar ao aparelhinho, mas hoje é só nele que leio. Ficar carregando peso é para os fracos. Aliás, virar páginas é para os fracos. Hahaha.
E aí apareceu uma mini manchinha na tela do meu Kindle. Mas mini mesmo. Assim, de 1 a 100, me incomoda 2. Eu já tinha ele fazia bastante tempo e sabia que não estava na validade. Mas pensei que sei lá, vai que o meu é de um lote que deu problema e que tenha um recall ou algo parecido. Mandei um e-mail pro SAC da Amazon explicando o que tinha acontecido e queria saber se isso era comum. Só isso. Na verdade enviei o e-mail pela metade sem querer e não consegui explicar quase nada hahaha. Na boa, se nunca tivessem me respondido eu nem ia ter me incomodado. Menos de meia-hora depois que enviei o e-mail, uma pessoa me ligou (!). Depois de umas perguntas básicas (se eu guardava solto na bolsa, se eu não tinha deixado cair ou molhado), o funcionário me informou que infelizmente não poderia efetuar a troca do produto porque ele não estava mais na validade mas que então ia me dar um vale-presente na Amazon no valor que eu tinha pago nele (OU SEJA!). Eu poderia gastar no que eu quisesse, mas que eu tivesse em mente que, caso optasse por não comprar um kindle, o defeito continuaria. E se optasse por trocar, meu atual poderia ser colocado no lixo comum de casa porque não tem nenhum componente tóxico no aparelho.
Eu quase mandei CALMA NÃO PRECISA BEM CAPAZ NEM É TUDO ISSO MIGAS. Quando respondi o e-mail de confirmação, terminei com 'vocês são maravilhosos', hahaha.
Lembrei de todos os SACs que já entrei em contato na vida e o quanto eu NUNCA fui bem atendida em nenhum deles e NUNCA resolveram o meu problema. Amazon, você é fabulosa!

5 dicas básicas de cozinha

Cozinhar é uma coisa maravilhosa.
Eu acho que cozinho bem, mas sou muito impaciente. Aprendi a cozinhar porque gosto de comer e estava cansada de comer porcarias. Minha mãe cozinha muito bem e ela me ensinou, a princípio, mas depois comecei a navegar por conta própria. Lembro que quando aprendia a fazer uma coisa nova, ficava fazendo ela o tempo todo até ~masterizar~, sabe? Tem coisas que sei fazer muito bem, coisas que sou mais ou menos e coisas que tenho medo de cozinhar. Mas sigo tentando e aprendendo coisas novas todos os dias.
Fiz esse post com 5 dicas bem básicas mas que eu não sabia antes de começar a aprender a cozinhar.
1. Deixe o molho reduzir
Sabe quando tu vai lá, joga aquele extrato de tomate na panela, uma água, esquenta, e logo já coloca o macarrão? Você está fazendo molho errado.
Deixar o molho reduzir é deixar ele pegar todos os sabores do que você colocou ali, dos temperos, da cebola, do alho. Isso se você colocou alguma coisa ali porque já vi gente só esquentar molho de tomate pronto e comer. Blerghs, nem uma cebolinha? A redução também faz ele ficar mais denso e com uma aparência mais gostosa. Pior coisa é molho aguado.
O que é reduzir o molho? É deixar cozinhando ele em fogo baixo até diminuir de tamanho e ficar mais espesso.
Demora um pouco e tem que ser paciente, mas o sabor compensa muito.
Aliás, sabe aquele molhinho denso de vinagre balsâmico que vai em tudo? É só redução de vinagre. 

2. Lave a louça enquanto cozinha
Eu sei que a louça é um dos principais motivos pra muita gente ficar longe da cozinha. A minha maior dica é ir lavando enquanto faz. Enquanto a cebola frita lave a tábua que você cortou ela e por aí vai. Você vai estar ali na atividade e nem vai sentir, não é aquela pilha de louça, é só uma tábua e uma faca. No fim você vai ter poucas coisas pra lavar e o resto já vai estar seco no escorredor. Sucesso.
Sem contar que depois que você começa a cozinhar melhor você aprende a optimizar panelas e louça. Já não pega mais um potinho para cada ingrediente que você cortou como se fosse a Ana Maria Braga (adivinha: ela não lava a louça depois) e vai fazendo tudo ao mesmo tempo.
Sem contar que é só uma louça gente, superem.

3. Sele a carne
Sabe quanto tu pega aquela carne linda, tempera e coloca no forno? Apns pare. Tem que selar antes.
O que é selar? É mais ou menos fritar a carne em uma panela bem quente e deixar criar uma crosta antes de terminar de cozinhar no forno. Mas não pode mexer. Você só vira a carne quando a crosta já tiver formada. Parece que queima? Parece que queima. Queima? Não queima. O que selar faz? Faz todos o suquinho delicioso da carne ficar dentro dela porque a crosta barra ele de escorrer.
Dica de ouro: você pode colocar a travessa onde vai assar a carne direto no fogão e selar nela mesmo, desde que seja de alumínio. Ou você pode usar uma panela de ferro que vai ao forno. Assim, não suja duas coisas diferentes. 
Aqui tem um artigo ótimo sobre selar a carne que explicou muito melhor que eu.
Selar a carne também é legal porque depois você pode fazer um molhinho com o que fica na panela, é só jogar algum líquido (água, vinho, creme de leite) e mexer :)

4.  Marina esse frango, mana!
Frango é seco por natureza e deixar ele marinando é receita de sucesso.
O que é marinar? Marinar é deixar o frango em algum líquido durante um tempo para que ele hidrate, amacie e pegue sabor. Qualquer meia hora já faz diferença, mas se você começar a planejar suas comidas com antecedência, tipo coloca pra marinar no café da manhã pra comer na janta, é melhor ainda.
Aqui tem várias receitas ótimas de marinada. Eu quase sempre uso shoyu ou iogurte.

5. Cozinhar é experiência MAS saiba suas limitações
Já falei sobre isso, mas não é porque você leu uma receita e comprou todos os ingredientes, fez tudo direitinho e mesmo assim não deu certo que você nunca mais vai tentar de novo e que as panelas são tuas inimigas. Não, gente. Tenta de novo. Só cuida, se o máximo que tu já cozinhou na vida foi um strogonoff ou um miojo, não vai encarar um bife wellington (been there, done that.). Não vale a pena usar ingredientes caros como filé mignon e cogumelos numa provável tentativa frustrada de fazer um prato dificílimo que poucas pessoas acertam. Deixa pra fazer aquela receita complicada quando estiver mais confiante.
Minha mãe, por exemplo, odeia comida requentada e pega todos os potinhos de resto da geladeira e faz uma comida nova e fica uma delícia. Eu ainda sou adepta de esquentar tudo no microondas porque não sei como renovar. Às vezes eu tento, mas quase nunca dá certo. Minha mãe está muito acima de mim porque ela é muito mais experiente do que eu. E eu cozinhava muito pior um ano atrás.
PERSEVERE! Um dia eu também vou juntar todos os potes da geladeira e fazer um prato incrível :)

Que cês acham de eu fazer um post com 5 receitas básicas e não tão difíceis pra impressionar qualquer estômago com fome, família, crush ou whatever?
Obs.: UMA SALVA DE PALMAS PARA A CURADORIA DE GIFS NÉ GENTE

ó lá tá fechando uma rosca

'Fechou a rosca' é a expressão que mais amo nesse mundo, quando começa alguma treta e alguém diz 'Ó LÁ TÁ FECHANDO UMA ROSCA' meu coração fica mais quentinho. Já pensou que maravilha o Jornal Nacional falando sobre um protesto 'E AÍ CHEGOU A TROPA DE CHOQUE E A ROSCA FECHOU'. Seria maravilhoso. Fica a dica, Ilze Scamparini, minha repórter favorita.
Quando eu já tava desistindo do ser humano veio aqui em casa o eletricista seu Lauro e decide não cobrar pelo serviço que me fez já que foi 'pouca coisa'. Ele mede 1,45 e não consegue alcançar nenhuma lâmpada sem ajuda de uma escada grande. Eu amo esse homem. Um beijo pro seu Lauro.
Coisas aleatórias que eu amo: salamito, criança falando palavrão, pugs, a música I Was Born To Love You do Queen.
Tô mega ansiosa pra nova temporada de Game of Thrones. GO KHALEESI!
ENQUETE: Cês vão em encontrinho de tinder? Minha gente tá sempre marcando date de tinder e eu fico Q, e se for um serial killer, plmdds, cês não leem jornal?
O melhor meme desse ano até agora foi o bela, recatada e do lar. Só fotos fabulosas. Antes que alguém me entenda mal, ninguém se importa com o que Marcela Temer faz ou deixa de fazer. Isso não é sobre ela.
Essa também foi a semana onde eu mais tive que me segurar pra não entrar em tretas no facebook. Estou nutrindo um mini ódio silencioso por uma pessoa completamente aleatória. Lembrei que já escrevi um post sobre uma outra pessoa assim aqui hahaha. Claramente adoro ruminar ódio.
Sei lá porque esse gato, achei que todo mundo devia ver esse gif uma vez na vida.
Cês viram essa foto do bebê real? OLHA ESSA CARINHA MARAVILHOSA DE QUEM NUNCA TOMOU ACHOCOLATADO EM PÓ GENÉRICO. Essa criança é a melhor criança, superou até a Blue Ivy.
Continuo com essa coisa de posts aleatórios e de títulos abobados. Aceitem.

livros de 2016 #2

Esse ano comecei a fazer resenhas dos últimos livros que li à medida que vou lendo. Clique aqui para a parte 1.
5. Yes Please - Amy Poehler
Descrição: In Amy Poehler’s highly anticipated first book, Yes Please, she offers up a big juicy stew of personal stories, funny bits on sex and love and friendship and parenthood and real life advice (some useful, some not so much), like when to be funny and when to be serious. Powered by Amy’s charming and hilarious, biting yet wise voice, Yes Please is a book full of words to live by. (fonte)
Eu gostei? Eu gostei, a Amy Poehler é uma mulher incrível, tem um senso de humor incrível e quero ser incrível igual a ela quando crescer. Podia ser melhor? Acho que podia.
Esse livro não foi escrito pra mim, o público-alvo de Yes Please são os fãs da Amy Poehler. Eu nunca assisti Parks and Recreation ou Saturday Night Live. Não sabia quase nada sobre a ela a não ser que ela é a mãe da Regina George em Meninas Malvadas, alguns vídeos aleatórios no SNL e que ela é ex-mulher do Will Arnet (sei muito sobre ele por motivos de: Arrested Development <3). Ou seja, não sabia quem era metade das pessoas e não conhecia metade das situações que ela cita no livro. Esse name dropping me agoniou porque ficava tendo que pesquisar quem eram as pessoas pra entender a história. Ela também não fez muita questão de situar o leitor nas referências. Ao mesmo tempo que eu entendo, acho meio tiro no pé. Poderia ter virado fã dela também depois dessa leitura, mas a confusão me impediu.

6. Pequena Abelha - Chris Cleave
Descrição: Essa é a história de duas mulheres cujas vidas se chocam num dia fatídico. Então, uma delas precisa tomar uma decisão terrível, daquelas que, esperamos, você nunca tenha de enfrentar. Dois anos mais tarde, elas se reencontram. E tudo começa… Depois de ler esse livro, você vai querer comentá-lo com seus amigos. Quando o fizer, por favor, não lhes diga o que acontece. O encanto está sobretudo na maneira como essa narrativa se desenrola. (fonte)
Cai no conto desse livro de 'você não vai acreditar no que acontece' e 'por favor, não arruine a surpresa para os outros', o que é ok mas não me agrada muito. Preguiça de editora que se vale desse tipo de marketing pra vender livros. O livro é bom e não tinha nenhuma necessidade disso. Hoje acordei venenosa né, plmdds. Enfim...
A história é bem fechada, trata especificamente das duas personagens principais que levam vidas completamente diferentes. No início a narrativa é paralela, até que elas se encontram e vira uma só. Achei a construção do livro muito boa e contribuiu muito pra uma atmosfera de mistério e curiosidade. Além disso, o livro fala sobre duas mulheres fortes e que passaram por maus bocados (EU AMO FALAR MAUS BOCADOS) e juntas vão tentar superar. Ou seja, o livro tem um viés de sororidade e feminismo que sempre me agrada.
Vi muita gente comentando que o livro é arrastado e muito detalhado, mas eu particularmente gosto desse tipo de leitura.
Alguém já leu? O FINAL, GENTE, QUAL A NECESSIDADE DISSO? :~

7. Career of Evil - Robert Galbraith (J. K. Rowling)
Descrição: Quando um misterioso pacote é entregue a Robin Ellacott, ela fica horrorizada ao descobrir que contém a perna decepada de uma mulher. Seu chefe, o detetive particular Cormoran Strike, fica menos surpreso, mas não menos alarmado. Há quatro pessoas de seu passado que ele acredita que poderiam ser responsáveis por tal crime – e Strike sabe que qualquer uma delas seria capaz de tamanha brutalidade. Com a polícia focada no suspeito que Strike tem cada vez mais certeza de que não é o criminoso, ele e Robin põem as mãos à obra e mergulham no mundo sombrio e distorcido dos outros três homens. Entretanto, quanto mais acontecimentos horrendos acontecem, mais o tempo se esgota para ambos. (fonte)
Vou resumir esse livro da mesma maneira que fiz com o anterior:
A mulher que escreveu meus livros preferidos decidiu enveredar para o meu gênero de livro preferido. Os planetas se alinharam e tá tudo certo.
Não leia esse sem ter lido os dois primeiros, O Chamado do Cuco e O Bicho-da-seda.
Ah, o único adendo é que achei esse muito mais arrastado que os outros, mas depois percebi que é porque li em inglês e demoro pelo menos duas vezes mais, coisa que estou tentando mudar :)

8. O Cemitério - Stephen King
Descrição: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um 'simitério' no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação. Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível. (fonte)
Vou começar essa resenha explicando que eu sou muito cagona. Muito mesmo. Eu me recuso a assistir qualquer filme de terror porque fico anos lembrando das cenas em qualquer ida à cozinha ao banheiro da madrugada. Assisti Pânico em 1999 e até hoje acho que vai aparecer o assassino com a máscara quando eu abrir uma porta. A Samara de O Chamado sempre aparece quando tenho pesadelos. Aquela criança embaixo da escrivaninha com uma caixa em O Sexto Sentido esteve embaixo de todas as escrivaninhas que eu já tive. E o melhor de todos: eu tomo sustos e sinto medos reais em filmes sátira de terror, tipo Todo Mundo em Pânico.
E aí peguei o livro que muita gente diz ser o mais assustador do Stephen King pra ler. Na metade achei que meu coraçãozinho não ia aguentar, mas aguentou. Pra vocês terem idéia, eu estava lendo um dia de madrugada sozinha no meu quarto e desisti. Via coisas em cada sombra e a luz do meu quarto está queimada faz um ano e eu nunca me prestei a trocar estragada e eu só tinha um abajur E VOCÊS NÃO VÃO ACREDITAR MAS eu peguei uma LANTERNA pra deixar do lado pra qualquer coisa conseguir enxergar todos os cantinhos e ter certeza de que não tinha nada ali HAHAHAHA. E eu realmente usei ela umas 20 vezes. Isso é o quão exageradamente cagona eu sou. Podem rir, eu rio.
Então eu gostei, né, gente. O livro me fez sentir tudo que devia me fazer sentir, a história é muito boa e o Stephen King arrasa. Mas não vou passar perto de um livro dele tão cedo por motivos de: medo.

Eu tenho um perfil no Skoob, caso interesse alguém :)

ensaio sobre a jardinagem

Pátio nóis não tem, mas é cada vaso que nóis planta. 
Essa roseira comprei no supermercado e ela era minúscula, aquela do menor vasinho que tem sabe? Olha o tamanho que ela ficou. Depois coloquei sementes de uma roseira amarela e PEGOU!!!!!! Emoção. Até agora só saiu esse botãozinho mini bem fofinho <3 
Essa roseira e meio estranha né, não parece muito com aquela rosa que a gente tá acostumado a ver por aí. Será que não é? Ó lá minha credibilidade como jardineira indo por água abaixo hahaha.
Ganhei essas flores do vizinho um dia que faltou luz e encontrei ele nas escadas com uma vela porque o elevador não estava funcionando. Emprestei uma lanterna e ganhei violetas em troca <3 
A estrelícia é a flor que eu acho mais linda no mundo. Essa ganhei da minha avó, que tem milhões delas no pátio. Eu amo que elas duram um tempão depois de cortadas do pé. As amarelinhas são falsas.
Suculentas são minhas atuais plantas preferidas.
Olha o tamanho das suculentas do terrário que eu plantei. Me sinto uma mãe orgulhosa, meus filhos estão crescendo *-*
Um minuto de silêncio para observar a carinha fofa de Pipeline de banho recém tomado:
Já me perguntaram aqui algumas vezes porque o olho do Pipe é branco e é porque ele é cego. Não sabemos exatamente porque ele ficou cego, foi uma mistura de diagnóstico errado que levou à falta de tratamento correto e quando percebi já era tarde. A verdade é que o Pipe é um cachorro muito feliz e não deixou isso tombar ele, hahaha. Ele se adaptou muito bem com a cegueira. Se uma criança me pergunta na rua porque o olho dele é branco eu falo que é porque ele é um cão zumbi :) De resto, ele continua o mesmo monstrinho fofo e cheio de ódio amor pra dar.

5 drops de sincericídio

1. Sou feminista mas quando vou encher o pneu da bicicleta no posto de gasolina fico fingindo que não sei e fazendo cara de confusa enquanto aguardo algum homem se oferecer pra me ajudar.
Sempre tem um herói de plantão.
2. Finjo que sou politicamente correta mas acho graça em piadas horríveis.
 
3. De todos os super poderes que eu poderia ter, incluindo aqui, sei lá, super inteligência, eu escolheria o poder comer tudo sem engordar.
Porque ser magra é uma prioridade e ser fútil é uma realidade.
4. Às vezes eu não junto o cocô do meu cachorro na rua.
Eu tenho vergonha, se isso conta alguma coisa.
5. Eu não sou muito boa em sentir empatia pelas pessoas, mas faço todo o esforço do mundo pra ficar por perto se a pessoa precisa.
Mais para Feelings I can't have.
* A temática de gifs Moulin Rouge é porque eu tô com saudade desse filme e da época que a Nicole Kidman tinha expressões faciais. 

TBT: Nova York

Estou aqui fazendo mais um Throwback Thursday por motivos de: nada acontece na vida, cadê coisa bonita pra eu fotografar?
Pôr do sol em Nova York no Brooklyn Heights: coisas que todo mundo deveria fazer antes de morrer. A foto é ruim porque a fotógrafa é ruim, mas foi um dos momentos mais especiais da minha vida.
A primeira vez que fui nesse lugar eu fui meio sem querer. Eu sabia que o bairro era legal, mas não sabia que tinha esse parque na beira do rio com vista pra Manhattan. E aí que a gente foi andando e de repente demos de cara com essa vista incrível. Sabe quando tu não consegue conter um UAU?
É o meu lugar preferido no mundo.
Todas essas janelas tem aquela vista, já pensou?
Quem já enjoou de eu falando de Nova York?

i like #36

1. vídeo - guia para ser uma mulher moderna: esse vídeo é uma sátira de guias de como ser uma mulher ~insiraaquiqualquercoisa~. Eu achei bem bonitinho e surpreendente. Tô apaixonada pela Natalie Westling, essa modelo ruiva.
2. instagram - bodega cats: gatos de bodega.
3. entrevista - francis mallman: vocês sabem quem é o Francis Mallman? É um chef de cozinha bem conhecido no mundo da gastronomia. Eu assisti o episódio de Chef's Table com ele e fiquei impressionada com o jeito que ele leva a vida. Uma mistura de prazer nas pequenas coisas, natureza, amor livre e luxo hahahaha. Um tanto quanto maluco, mas de qualquer jeito super legal. 
4. instagram - willian santiago: apaixonada pelo instagram do Willian Santiago. Tudo simples e lindo. As ilustrações são incríveis.

alimento xis

Comida é uma coisa engraçada. Eu, por exemplo, nutro um amor por coisas tipo ostras e aspargos. Se me perguntam qual o melhor prato que eu já comi, foi num cafundó de Paris chamado Chez Louisette que me serviu uma moules et frites (com direito a itálico) espetacular. Isso tudo acompanhado da história de onde era esse restaurante, uma feira de antiguidades remota em um bairro africano, tinha uma cantora cujo repertório era basicamente Edith Piaf (e ela entregava) e eu me senti uma perfeita francesa. Oui, oui, très chic. Se me perguntam qual a melhor refeição que já tive, eu vou dizer que foi num restaurante de gastronomia molecular em Buenos Aires. Aquela espuma de camarão, ela não tem limites. 
É isso que falo pras pessoas quando elas me perguntam sobre comida. Quem me ouve falando esses absurdos até acredita.
O melhor alimento, minha gente...
É o glorioso xis.
A começar pelo nome. O melhor do brasil sempre é o brasileiro e abreviaram cheeseburger para XIS. Como não amar?
TEM COISA MAIS MARAVILHOSA QUE XIS? Não tem. Pensa bem, é um pf dentro de um pão. Tem: alface, tomate, ervilha, milho, carne, queijo e ovo (quem raios não pede o adicional de ovo?). Carboidratos, saladas e proteínas reunidos em um combo perfeito de nutrientes.
Alguém me disse que não tem xis no Brasil todo. GENTE É VERDADE? Vocês aí pra cima, pfvr me contem.
Tem um estabelecimento em Porto Alegre chamado Julio Paris que ENROLA QUEIJO no xis e TOSTA depois de pronto. 
Tem um xis dentro desse queijo gente, plmdds.
O xis é democrático, ele entende tuas preferências alimentares. Tem xis coração. Alguém foi lá e colocou corações de galinha no xis e as pessoas comem. O xis não te julga.
Sem contar que não há um pé sujo que sirva xis que não sirva coca 2 litros. Quer coisa melhor que pedir uma coca 2 litros? É quase (veja bem, quase) melhor do que a coca de garrafinha de vidro.
Já pensou um xis de ostras e aspargos? Que aberração gastronômica maravilhosa seria. Acompanha uma espuma de camarão. O meu enrolado em queijo, por favor. Tô indo lá abrir meu food truck. GOURMETIZAÇÃO DO XIS: uma idéia de um milhão de dólares.

ODE AO XIS
direto da chapa quente
vem o alimento atraente
pão, salada, carne, queijo
quando tem nervo,
eu me enervo
mas as fritas
superam as birras
o alimento perfeito
pra comer embriagado
ele dá sustância
e também agrado
garfo e faca
é para os fracos
xis,
comeu
ficou feliz
(eu acabei de fazer um poema para o xis? eu acabei de fazer um poema para o xis.)

Mais sobre comidas fabulosas:
Tem uma outra maravilha gastronômica que é o clássico churrasquinho no palito dentro de um pão cacetinho (sim, PÃO FRANCÊS é CACETINHO aqui no sul, lidem com isso. O melhor do rio grande do sul é o gaúcho.). Isso se chama 'Ká churrasco'. Não sei porque o nome disso é 'Ka' (talvez pra combinar com Xis, no meu food truck de xis gourmetizado só vai ter pratos com nomes de letras do alfabeto, me vê aí um DÊ fazfavor), só sei que é o nome. E aí que tu pede o Ka de frango, o Ka de coração que não podia faltar ou o Ka de carne de gado. O KAGADO. Quando percebi isso num churrasquinho que fui tive uma crise de riso que durou 3 horas e deixou meu pai com vergonha. Kagado. Hahahah, plmdds, por que eu rio disso até hoje?
Tem um outro estabelecimento em Porto Alegre que pegou o temaki filadelfia, empanou e fritou.
Olha esse ilustre mix de coxinha e comida japonesa, gente.
AH, e tem um outro estabelecimento que vende o TEMAKI MAROMBA, que é com arroz integral, frango e batata doce. Esse mundo é maravilhoso.
Fica aqui meu beijo pra Pugliesi.