Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

filme: Alabama Monroe

Fazia tempo que não indicava um filme aqui.
Na verdade assisti Alabama Monroe faz bastante tempo, mas só agora superei ele e consigo falar sobre. Hahaha, sério. Sabe aquele tipo de filme que mexe contigo e tu tem dificuldade de falar sobre ele sem se emocionar? Esse foi um deles. Apns que chorei revendo o ~trailer~ agora.
Sinopse: Elise e Didier se apaixonam à primeira vista. Ele é um músico romântico e ela a realista dona de um estúdio de tatuagem. Apesar das diferenças, o relacionamento dá certo e eles têm uma filha, Maybelle. Aos seis anos a menina fica gravemente doente e a família se desestabiliza.
Não consigo achar outra palavra para descrever o meus sentimentos em relação a esse filme: emocionante.
É uma mistura de sentimentos que deu certo: amor, drama, dor, sexo, felicidade, raiva... Li em alguma resenha aleatória que não daria para enquadrar o filme em nenhum gênero, por causa dessa mistura, e até concordo em partes, mas com certeza o filme pende muito para o drama.
A história segue uma narrativa não linear (gente, li isso numa resenha e achei tão chic), misturando passado, presente e futuro de momentos da vida dos protagonistas: o início do relacionamento deles, a doença da filha, brigas, sexo, shows de uma banda de bluegrass (que aliás, achei demais: achei aqui uma das músicas do filme, muito legal), cenas de profunda tristeza... 
Eu não vou dar spoiler, mas assim gente: da metade do filme em diante a coisa começa a ficar meio pesada e tem uma hora que você pensa: ok, agora não pode piorar mais. E piora. Não digam que não avisei.
Ah, se prepare também para ficar com uma vontade louca de passar no estúdio de tatuagem mais próximo, porque gente:
Quer coisa mais maravilhosa do que essa gata linda cheinha de tatuagens lindas sendo linda?
:~ (sério, não sei como terminar esse post sem uma carinha de choro).

receita: torta de frutas do bosque

Vocês lembram dessa torta que assei um tempo atrás e postei no instagram? Tipo a torta mais linda que vocês já viram? Não? Pra mim sim :)
Eu chamo ela de torta de frutas do bosque porque nela tem mirtilos, framboesas e morangos. Não dá a impressão que você poderia estar numa vibe meio Branca de Neve no meio da floresta, colhendo as frutinhas, e depois assar para os sete anões uma torta deliciosa?

I like #25

1. Juliana Rabelo: amando as ilustrações da Juliana Rabelo feitas em aquarela, mas o que mais gostei do blog dela foram os passo a passo. Adoro ver o processo de uma obra e tentar entender a cabeça do artista. Gostei muito da série "Meu sktechbook" também.
2. Photography Tutorial: um fato - eu tenho uma câmera boa e não sei mexer nela. É muita tristeza pegar aquela máquina que custou razoavelmente caro, colocar no automático e fotografar. Vergonha. Acontece que eu morro de preguiça nunca tinha encontrado um bom tutorial de fotografia na internet, nunca fazia sentido pra mim. Adorei esse porque é super bem explicado, sem contar que tem fotos que exemplificam super bem.
3. Funny Guilty Dogs Compilation: só quem tem cachorro pra entender o quanto é engraçado as carinhas de culpado deles. O Pipeline é do tipo que se esconde, mas eu amo os que viram a cara e ficam olhando de soslaio pro dono.
4. Wonderputt: joguinho viciante para quando você não tiver nada pra fazer :)

don't be fooled by the rocks that i got

Coleção de pedrinhas importantes que coletei pelas andanças da vida. Souvenirs de viagem que não custaram nada. Só significam alguma coisa pra mim: a vontade de levar um pedacinho do lugar comigo, já que não podia deixar um pedacinho de mim lá.
Às vezes sinto um desejo meio mórbido de arrancar um pedacinho de algumas pessoas para poder levar comigo também. A vontade de aprisionar coisas que me remetem à lugares é muito mais frequente do que aprisionar pedaços que me remetem à pessoas, no entanto. Preguiça de pessoas. Prefiro lugares. Provavelmente prefiro pedras à pessoas também. Sorry not sorry.

the perks of being a blogger

Uma das vantagens de ter um blog (além da fama, brinks) é conhecer gente legal que você provavelmente não conheceria de outra forma.
Tipo a Donna, do blog Maybe Yellow, que me mandou uma cartinha cheia de coisas fofas:
~ O.ENVELOPE.A.CARTINHA.OS.ADESIVOS~
 Sério, coisa mais fofa é ganhar presente "feito em casa": são adesivinhos que ela mesma desenhou. Muito queridos, estou com pena de usá-los <3
E aí que respondi enviando algumas coisinhas feitas por mim (e outras não). Mandei para Donna duas aquarelas que fiz, papéis de carta que tenho faz muuuitos anos (já que ela adora mandar cartas), um cartão postal bonitinho e o cartão do Cake Boss Café, pois descobrimos que temos a paixão pelo Buddy em comum <3  E não é que gostei dessa coisa de enviar cartas? Acho que fazia uns 10 anos que não mandava nada pelo correio, a não ser protocolo integrado haha (entendedores entenderão).
Vocês trocam cartas com alguém? :)
Obs.: a Donna tem uma lojinha. Ela criou também um projeto muito legal de envio de cartas que estou considerando seriamente participar.