filme: Philomena

28 de abril de 2014
Para as amigues que moram em Porto Alegre: sabem o cinema da Olaria? Que é tipo a coisa mais fofa do mundo? Eu sou apaixonada :) Então, descobri que você pode comprar um ingresso anual lá, em torno de R$ 150,00, e assiste quantos filmes quiser, quantas vezes quiser, no período de um ano. Amor, né? Ainda não me in$crevi, mas pretendo. Claro que depende do tipo de filme que você gosta, não é o tipo de cinema que passa blockbusters e também não tem assim tantos filmes, mas calculei que se você for em torno de 2 vezes por mês já compensa o valor pago inicialmente.
Enfim, namorado me levou lá para assistir Philomena e eu amei. Vocês já viram?
Sinopse: Philomena Lee é uma jovem que tem um filho recém-nascido quando é mandada para um convento. Sem poder levar a criança, ela o dá para adoção. A criança é adotada por um casal americano e some no mundo. Após sair do convento, Philomena começa uma busca pelo seu filho, junto com a ajuda de Martin Sixsmith, um jornalista de temperamento forte. Ao viajar para os Estados Unidos, eles descobrem informações incríveis sobre a vida do filho de Philomena e criam um intenso laço de afetividade entre os dois. 
A história é muito triste e bonita. Já falei que sempre detesto todas as sinopses? Então, recapitulando: Philomena é mandada para um convento PORQUE está grávida, ela não escolhe DAR o filho para a adoção, é OBRIGADA, e ela começa a busca pelo filho CINQUENTA anos depois de sair do convento. Sua filha coloca ela em contato com o jornalista Martin, que está com a carreira em crise, para que ele ajude ela a procurá-lo.
O que mais me interessou foi a relação entre o jornalista, que é uma pessoinha um pouco detestável, e Philomena, que é uma pessoinha muito amável. A arrogância dele bate de frente com a simplicidade dela o filme inteiro. Ele entra nessa jornada por motivos egoístas e claramente tem suas dúvidas quanto à inteligência e crenças dela. E o filme inteiro é ela demonstrando pra ele o quanto ele está errado.
Assim, chorei da metade do filme em diante, saí do cinema chorando e segui chorando um bom tempo. Tá certo que eu sou chorona, mas se vocês decidirem assistir, se preparem para o drama.
Ah, e sim, a história é baseada em fatos reais. Só pra chorar mais um pouquinho.

4 comentários:

  1. Ooooi, Clari.… que cinema mais amor esse, aqui em sampa deve ter mas não sou tão conhecedora assim "/. Assisti ao filme na sexta e simplesmente amei, me diverti muito com o Philo <3

    con amore, Donna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gata, se em porto alegre tem, em sampa tem! hahaha

      Excluir
  2. Amei o blog >.< Vou tentar assistir o filme,moro em Viamão,sabe né? (óbvio).
    Enfim... Beijos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. siiim sei, hehehe. é tão pertinho que acho que parece outro bairro :)

      Excluir

infelizmente o blogger não tem uma plataforma muito boa de comentários, então se alguém tiver algum interesse em ver minha resposta tem que voltar aqui no post. Procuro responder todos!
Obrigada pelo feedback!!

Tecnologia do Blogger.
Back to Top