cemitério da Recoleta

4 de janeiro de 2013
O cemitério da Recoleta é um ponto turístico de Buenos Aires. Acho que o principal motivo de ser tão visitado é porque é lá que Eva Perón está enterrada. 
Nesse passeio tétrico, o que eu mais gostei foi do cemitério em si, que é cheio de segredos. Não me julguem. Hehehe.
O cemitério é cheio de capelas mortuárias super trabalhadas e estilizadas.
Não faltam anjos... De todas as estátuas, essa foi minha preferida.
Encontrei essa coruja em uma das capelas. Já ouvi falar que coruja simboliza a morte. Se isso procede, acho que essa não podia estar em um lugar melhor.
Na porta de uma das capelas encontramos esse gatinho dormindo, completamente alheio à sua estranha localização. Gosto de pensar que ele está ali para cuidar de seu dono :)
Liliana Crociati de Szaszak (1945-1970)  faleceu com apenas 25 anos em um desastre natural, quando estava em lua de mel na Áustria. Dizem que seu cachorro morreu no mesmo dia, aqui na Argentina. A estátua encomendada por seu pai representa ambos, ela ainda com seu vestido de noiva. A dor de sua família também está representada sob forma de poema:
"À minha filha,
Só me pergunto por quê
Tu se partiu e despedaçou meu coração
Que só te queria, por que?
Por que? Só o destino sabe o porquê e me pergunto, por que?
Por que não se pode estar em si, por que?
Tão bela eras que a natureza invejosa te destruiu, por que?
Por que, só me pergunto se há Deus, se leva o que não é seu
Porque destrói e abandona à infinita dor!
Por que? Creio no destino e não em ti?
Por que sempre sonho contigo, por que tem que ser?
Por todo o amor que sente meu coração por ti,
Por que? Por que?
Teu pai"
:~
(tradução livre, provavelmente com erros, mas a idéia é essa)
Juan Lavalle foi um general que lutou pela independência da Argentina. Em frente à sua capela, o "soldado" tem apenas uma ordem: "Granadero! Vela seu sonho e, se desperta, diga-o que sua pátria o admira".

10 comentários:

  1. Fica estranho se eu disser que cemitérios são legais? hehe Explico: não as situações que normalmente nos levam a eles, mas a calma, o descompromisso. Eu costumava visitar o túmulo de meu irmão quando criança e ficava meio que encantada com uma capela mortuária que um casal tinha construído para sua filha. Lá dentro tinha uma montanha de brinquedos lindos e eu, na minha imaginação de criança, pensava que ela devia se sentir feliz naquela casa, com tanto brinquedo ao redor...

    ResponderExcluir
  2. Interessante...sou louca pra ir na Argentina. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. acho cemitérios estranhamente interessantes :)

    ResponderExcluir
  4. Quero muito fazer um mochilão por todos esses países da América do Sul. Eles são incríveis!

    ResponderExcluir
  5. não costumo visitar cemitérios em viagens, acho meio tenso o climão do lugar e tal, mas, achei esse lindo. quando for para Argentina, irei vencer meu preconceitinho contra cemitérios, e irei nesse.

    post lindo Cacá.

    ResponderExcluir
  6. Giovanna @giandreozzi5.1.13

    Também gostei desse cemitério, e assim como a você, as estátuas me encantaram, mas outras coisas também me chamaram atenção. A história sobre o corpo de Evita é muito chocante. O fato de um corpo ter sido utilizado como "moeda de troca" me impressionou muito. Sobre a moça com o cachorro, viu como o nariz da estátua do cachorro está mais claro que o resto? O guia insistiu que os Argentinos acreditam que pegar nesse focinho dá sorte. Me pergunto se é que isso faz algum sentido. Gostei também das árvores no caminhado da Igreja que fica bem pertinho do Cemitério, ao mesmo tempo que elas são super frondosas, são baixinhas e muito, muito antigas. Ah! Bem na porta do cemitério comprei 3 pulseiras lindas e muito baratinhas, chegando no Brasil vi pulseiras iguaizinhas a venda na Le Lis Blanc por uns 100 reais a mais...cada uma.

    ResponderExcluir
  7. Confesso que morro de medo de cemitérios, mas gostei das tuas fotos e do teu olhar sobre esse lugar :)

    Me emocionei com a foto do gatinho e da moça com o cachorro ao lado :(

    Beijos querida ♥

    ResponderExcluir
  8. Perdi o medo de cemitérios quando meu ex namorado morreu e tive que ir até lá para poder "conversar" haha

    Adorei as fotos desse cemitério, e a estátua da Liliana me chamou a atenção. Também gostei do poema que o pai dela deixou :]

    ResponderExcluir
  9. Menina, amei as fotos!!!!

    :D

    ResponderExcluir
  10. Dea Carvalho: não fica estranho, acredito que cada um se sente bem onde se sente bem... achei linda a história da capela.

    Tay: eu amei a viagem.

    BA MORETTI: né?

    Bea Nascimento: um dia queria fazer isso tb... deve ser incrível!

    Carolina.: o lugar mais tenso que já visitei foi o ground zero (o lugar onde eram as torres gêmeas) no dia do natal, as famílias das vítimas estavam lá prestando homenagens... muito triste.

    Giovanna @giandreozzi: menina, eu me perguntei muito porque o nariz do cachorro estava mais claro! a história do corpo de evita é incrível também, mas achei que não seria capaz de conta-la :( aquelas árvores são muito lindas, eu também gostei!

    Rafaela Ribeiro: eu me emocionei muito com a história da moça...

    Franciele Dias: sabe que eu nunca tive medo, mas sempre achei sinistro... pena que foi num acontecimento tão triste que você perdeu o medo :(

    Priscilla Adolfo: obrigada!

    ResponderExcluir

infelizmente o blogger não tem uma plataforma muito boa de comentários, então se alguém tiver algum interesse em ver minha resposta tem que voltar aqui no post. Procuro responder todos!
Obrigada pelo feedback!!

Tecnologia do Blogger.
Back to Top